A prática envolve geração de valor ao paciente, redução de desperdício e do estresse profissional

Coordenadores, administradores, farmacêuticos, enfermeiros e colaboradores administrativos da rede Oncoradium nas cidades de Araguaína (TO), Marabá (PA), Parauapebas (PA), Caxias (MA) e Imperatriz (MA) passaram por um intenso treinamento de dois dias sobre Lean Healthcare, nos dias 12 e 13 de junho. O foco foi elevar a qualidade de atendimento ao paciente por meio de medidas diárias como a diminuição do tempo de espera, eliminação de desperdícios e combate ao estresse profissional.

Conforme apresentaram os consultores Ronaldo Mardegam e Daniel Barberato, da Hominiss Consulting, a ideia principal do Lean Heathcare é maximizar o valor ao paciente, sempre prezando pela qualidade, performance de entrega e preço justo.

Os participantes passaram por atividades práticas, momento em que identificaram, dentro dos processos do hospital, as atividades que agregam ou não valor e aquelas que, mesmo sem acrescentar muito, são necessárias para o bom funcionamento do ambiente hospitalar.

 Na prática

Em uma das atividades, os coordenadores desenharam um quadro de como são realizados os processos atualmente. Depois, no quadro futuro, eliminaram tudo o que não agregava valor e otimizaram os processos.

“O curso fez com que as equipes identificassem os pontos de melhoria e, com essas informações, eles projetaram uma situação futura que é melhor do que a atual vigente”, explicou Ronaldo Mardegam.

A aplicação desses conceitos, já implementados por grandes empresas no mundo todo, aumenta a produtividade da organização, como explicou Daniel Barberato. “Conseguindo aplicar isso no dia a dia da organização, a gestão terá uma maior eficiência e oferecerá um serviço com cada vez mais qualidade aos pacientes”, enfatizou o consultor.

Em prol da produtividade

O Dr. Evandro Araújo Júnior, diretor geral da rede Oncoradium, elogiou o empenho dos principais líderes de todas as unidades. “Acho muito importante esse tipo de atualização que envolve todos os membros da rede. Foi gratificante também ver a dedicação que todos tiveram para aprender sobre um novo modelo de gestão que estamos implantando nas unidades, que é bastante utilizado em outros ramos e agora está sendo muito utilizado na área de saúde”, explicou o diretor.

O médico já espera os desafios que vêm pela frente. “É uma mudança de cultura. Nós, da área de saúde, temos um viés assistencial e às vezes esquecemos da questão de planejamento, de processos, como fazer para diminuir os desperdícios, como fazer para diminuir o tempo de espera nos tratamentos. Então, quando você implanta uma mudança de cultura, é um processo geralmente demorado, um pouco traumático para os colaboradores, mas as empresas da área de saúde que adotaram esse tipo de processo tiveram resultados maravilhosos”, pontuou.

 Conhecimento, atividades e desafios

Satisfeita com o desempenho do curso, a analista administrativa na Oncoradium matriz de Imperatriz, Nayara da Silva Nascimento, disse que o conhecimento adquirido irá ajudar e muito nos processos da unidade. “A partir desse curso, poderemos identificar as melhorias que queremos implementar em nossos processos”, destacou Nayara.

Para a coordenadora de recepção da clínica Acreditar Tocantins, de Araguaína, Marienete Bruno, o curso foi produtivo, pois mostrou que ações cotidianas podem ser melhoradas, ajudando no atendimento dos pacientes. “A gente espera certa resistência, mas desafios são bons, porque aprendemos mais e evoluímos em nosso atendimento”, enfatizou a coordenadora.