Hábitos saudáveis são as principais formas de prevenção

Pacientes e acompanhantes atendidos na unidade da Oncoradium de Imperatriz participaram de uma palestra sobre o perigo do câncer de fígado e as formas de evitá-lo. A conversa faz parte da programação da Oncobem, que leva palestras aos pacientes sobre diversos tipos de doença.

O câncer de fígado pode ser de dois tipos: primário (que começa no próprio órgão) e secundário ou metastático (que tem origem em outro órgão e com a evolução da doença atinge também o fígado).  O tipo secundário é mais frequentemente decorrente de um tumor maligno no intestino grosso.

Fatores de risco

Segundo a assistente social, Luzimar Mourão, a palestra serviu para conscientizar quanto aos riscos desse tipo de câncer.

“Entre os fatores de risco são alcoolismo, tabagismo, convivência em ambiente com muita poluição e o excesso de gordura corporal. Evitar esses fatores vai ajudar na prevenção do câncer”, frisa.

Sintomas e detecção precoce

Os sintomas mais comuns do câncer no fígado são dor abdominal, massa abdominal, distensão abdominal, perda de peso sem motivo aparente, perda de apetite, mal-estar, entre outras.

O Instituto Nacional de Câncer (INCA) recomenda que a detecção possa ser feita por meio da investigação com exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos. Os exames mais indicados para esse diagnóstico são a tomografia computadorizada, ressonância magnética e laparoscopia.

“Com essas informações repassadas, esperamos que o câncer do fígado possa ser evitado, adotando hábitos saudáveis e realizando consultas médicas periódicas”, destaca Luzimar.