Toda a renda do bazar será revertida em cestas básicas para pacientes carentes

A manhã dos pacientes, acompanhantes e colaboradores da Oncoradium, centro responsável pelo tratamento oncológico no Hospital Regional de Araguaína (HRA), foi cheia de emoções. Teve café da manhã reforçado, momento de louvor e adoração, palestra do Movimento Oncobem e o 2° Bazar Beneficente Oncoradium.

As ações fizeram parte da Campanha “Outubro Rosa”, de conscientização e prevenção contra o câncer de mama e aconteceu na última terça-feira, 15.

A enfermeira oncológica, Tatiane Borges, conversou sobre o assunto com os presentes. A palestrante destacou os aspectos da doença, sinais e sintomas, tratamento e que atitudes tomar para que a doença seja diagnosticada no início, como a mamografia.

“Cada um de nós é multiplicador de informação. A partir do momento que a gente decide realizar mensalmente essas campanhas, mais pessoas serão alcançadas e menores serão os mitos em torno da doença”, destacou a enfermeira.

A palestra integra o Movimento Oncobem, um projeto interno que tem a missão de levar informação para conscientizar pacientes e acompanhantes que aguardam atendimento.

Emoção

“Fiquei maravilhada, o café da manhã em nossa homenagem e com o momento de louvor, tudo isso dá um estímulo a mais para quem está passando pelo tratamento. Estou na luta desde 2016. Estou bem e não vou me entregar para a doença, sigo em frente sempre batalhando”, disse a dona de casa Antônia Maria da Silva, conhecida por todos como “Tonha”.

Após as palavras de amor, conforto e várias homenagens, os presentes puderam aproveitar um café da manhã reforçado.

2° Bazar Beneficente Oncoradium

Os itens à venda no bazar beneficente foram doados por pacientes, acompanhantes, colaboradores e lojas patrocinadoras. Todo o dinheiro arrecadado será revertido na compra de cestas básicas que serão doadas para pacientes de baixa renda.

“Passamos dois meses em campanha arrecadando roupas, bolsas e sapatos. As pessoas e algumas lojas foram muito solidárias e, graças ao esforço de todos, durante a distribuição de cestas básicas no final do ano, muitas pessoas terão um Natal mais feliz”, explicou a assistente social Michelle Freitas.

A dona de casa Maria Elizabete aproveitou a oportunidade para comprar presentes para a mãe, que passa por tratamento.

“Achei ótimo, os preços estavam baratos e tinha muita roupa bonita. Acabou que comprei três roupas para minha mãe. Ela fica feliz com os presentes e ao mesmo tempo estarei ajudando outro paciente”, disse.