A doença é causada por vários fatores como exposição à radiação e deficiência do sistema imunológico

Pacientes e acompanhantes da Oncoradium de Imperatriz participaram de uma palestra de orientação sobre o Maio Cinza, mês de conscientização sobre o câncer de cérebro. Foram abordados conteúdos sobre prevenção, tratamento, diagnósticos e fatores de risco da doença.

O cérebro e medula espinhal formam o Sistema Nervoso Central (SNC). Os tumores do SNC devem-se ao crescimento de células anormais nos tecidos dessas localizações. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer do SNC representa de 1,4 a 1,8% de todos tumores malignos no mundo. Cerca de 88% dos tumores de SNC são no cérebro.

As causas de tumores do SNC ainda são alvo de muitos estudos. Entende-se atualmente que essa doença é multifatorial, ou seja, ela é causada pelo somatório de várias alterações genéticas.  Os fatores que aumentam o risco são exposição à radiação ionizante (por profissionais que lidam com raios-X, por exemplo) e  deficiência do sistema imunológico, seja ela causada pelo vírus HIV ou pelo uso de medicamentos ou drogas que suprimem o sistema imunológico.

“Esse assunto é muito importante e às vezes nem é lembrado como deveria na sociedade. Nosso pacientes aprenderam aqui muitas informações sobre esse tipo de câncer e principalmente os sintomas como dores de cabeça, visão embaçada, perda de equilíbrio e convulsões. A prevenção é a melhor saída”, disse a assistente social da unidade, Luzimar Mourão.

Os tratamentos de câncer no cérebro incluem a cirurgia, radioterapia e quimioterapia.